Morte de paciente não foi responsabilidade de ginecologista obstetra

CIÊNCIA MÉDICA E DEFESA JURÍDICA BEM UTILIZADAS!

Em recente processo judicial, um ginecologista obstetra demonstrou que a cirurgia indicada por ele foi necessária ao tratamento do câncer de uma paciente e que a técnica utilizada foi aquela habitualmente descrita pela literatura médica.

Por isto não houve acidentes durante o ato cirúrgico e que a intenção da complementação pela cirurgia, após a radioterapia e a quimioterapia, era exatamente extrair os órgãos pélvicos que poderiam apresentar, futuramente, o retorno da doença pela possibilidade de propagação de células cancerígenas.

Portanto, a causa da morte da paciente (perfuração intestinal que veio a surgir um mês após a cirurgia) não guardou nenhuma relação com o ato cirúrgico do profissional.

#getuliogcmadv #barbacena #cfm #crmmg #dadecbarbacena #dicasjuridicas #direito #direitomedico #danomoral #ginecologista #obstetria #ginecologiaeobstetricia #médica #medicina #medicinabarbacena #médico #médicos

Fechar Menu